Terça, 03 de Agosto de 2021 03:51
066997120331
Polícia ERRO NA ARRECADAÇÃO

Pleno aponta falha na arrecadação do IPTU em Sorriso, em gestões anteriores.

De acordo com o auditor substituto de conselheiro em substituição, Luiz Henrique Lima, a administração cedeu terrenos industriais com isenção de IPTU para fomentar a abertura de empresas.

10/07/2021 09h38 Atualizada há 3 semanas
68
Por: Maikon dallaqua Fonte: TCE-MT
FOTO: INTERNET
FOTO: INTERNET

Em auditoria de conformidade realizada pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) foi verificada falha na arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município de Sorriso, durante o exercício fiscal de 2017. O processo foi apreciado na sessão ordinária remota desta quarta-feira (7).

De acordo com o auditor substituto de conselheiro em substituição, Luiz Henrique Lima, a administração cedeu terrenos industriais com isenção de IPTU para fomentar a abertura de empresas. Parte dos espaços, contudo não recebeu qualquer contrapartida.

Vale destacar que o compromisso firmado entre a gestão de Sorriso e os contemplados era de que os trabalhos fossem iniciados logo após a cessão. As contratações foram feitas depois da abertura de processo que teve origem após levantamento do Tribunal, realizado em 25 municípios.

“A situação que nossa equipe de fiscalização encontrou é que, na época, havia 43 terrenos sem nenhuma edificação. Do construídos, 71 não tinham nenhuma atividade econômica, ou seja ,114 lotes usufruindo da renúncia fiscal sem oferecer a contrapartida prevista e também sem sofrer nenhum tipo de controle ou exigência por parte da municipalidade”, argumentou.

Luiz Henrique Lima destacou ainda que benefício é concedido mediante uma determinada finalidade pública ou meta a ser alcançada.  “Quem se candidata assume o comprimisso com a prefeitura. Isso precisa ser objeto de controle e acompanhamento e, se for o caso, o benefício deve ser retirado se as obrigações não forem pactuadas.”

Frente ao exposto, seguindo parcialmente o parecer do Ministério Público de Contas (MPC), votou por caracterizar as irregularidades apontadas com aplicação de multa. Determinou ainda a suspensão do benefício de isenção para as empresas que estavam irregulares e a instauração de tomada de contas ordinária para apurar possíveis danos ao erário.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sorriso - MT
Atualizado às 04h41 - Fonte: Climatempo
21°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 35°

21° Sensação
11.5 km/h Vento
49.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (04/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Quinta (05/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias