Terça, 03 de Agosto de 2021 03:45
066997120331
Política OBRAS PARADAS

Sorriso está entre os municípios que mais tem obras do Governo do Estado paradas, segundo TCE-MT

Em todo o estado, 34% das obras são de infraestrutura e transporte. O segundo setor com maior número de obras paradas é o da Educação, com 24% dos casos.

10/07/2021 09h45 Atualizada há 3 semanas
44
Por: Maikon dallaqua Fonte: G1/MT
FOTO: INTERNET
FOTO: INTERNET

Mato Grosso tem, atualmente, 3.028 obras paralisadas, no valor de R$ 7,4 bilhões, segundo os dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Entre elas, estão obras municipais e estaduais.

Os 30 municípios mato-grossense com o maior número de obras paradas são:

  1. Rondonópolis (269)
  2. Cuiabá (184)
  3. Várzea Grande (145)
  4. Barra do Garças (73)
  5. Sinop (65)
  6. Tangará da Serra (58)
  7. Barra do Bugres (57)
  8. Alto Araguaia (55)
  9. Pontes e Lacerda (55)
  10. Paranatinga (53)
  11. Cáceres (49)
  12. Aripuanã (48)
  13. Pedra Preta (47)
  14. Canarana (46)
  15. Primavera do Leste (46)
  16. Alto Paraguai (41)
  17. Jaciara (40)
  18. Sorriso (37)
  19. Lucas do Rio Verde (35)
  20. Alta Floresta (34)
  21. Alto Taquari (33)
  22. Campinápolis (33)
  23. Matupá (33)
  24. Comodoro (31)
  25. Sapezal (31)
  26. Guarantã do Norte (30)
  27. Cláudia (28)
  28. Juína (28)
  29. Campo Verde (27)
  30. Juscimeira (27)

Em todo o estado, 34% das obras são de infraestrutura e transporte. O segundo setor com maior número de obras paradas é o da Educação, com 24% dos casos.

Um exemplo é a obra de uma creche no Residencial Celina Bezerra, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. A obra, que deve custar R$ 2,8 milhões, começou em 2020, mas já foi paralisada por rescisão contratual. A obra é municipal.

Já na esfera estadual, a Escola Estadual Luciene Cardoso de Oliveira, em Peixoto do Azevedo, teve o contrato assinado em 2017 para ter a obra iniciada.

No entanto, a escola, com a obra estimada em R$ 7 milhões, nunca ficou pronta. Ela foi paralisada em 2019 e em dezembro do ano passado, a Secretaria Estadual de Educação rescindiu o contrato com a empresa responsável.

Quase R$ 700 mil foram gastos para o início da obra paralisada.

Em terceiro lugar no ranking, estão as obras da Saúde, representando 12,7% dos casos.

Em seguida estão os seguintes setores:

  • Esporte (4,2%)
  • Administração Central (3,8%)
  • Meio Ambiente, recursos hídricos e saneamento (3,8%)
  • Urbanização e Habitação (3,7%)
  • Turismo (2,3%)
  • Ação Social (2,1%)
  • Agricultura (1,9%)
  • Assistência Social (1,7%)
  • Cultura (1%)
  • Segurança Pública (0,9%)
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sorriso - MT
Atualizado às 04h41 - Fonte: Climatempo
21°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 35°

21° Sensação
11.5 km/h Vento
49.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (04/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Quinta (05/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias