Domingo, 26 de Setembro de 2021
28°

Pancada de chuva

Sorriso - MT

Polícia JULGAMENTO

Sorriso: Jackson Furlan, que matou engenheira com tiro na cabeça, tenta "derrubar" testemunha e trava julgamento

A defesa do produtor recorreu ao Tribunal de Justiça, onde também foi negado recurso.

06/09/2021 às 09h11
Por: Maikon dallaqua Fonte: REPÓRTER MT
Compartilhe:
FOTO: REDES SOCIAIS
FOTO: REDES SOCIAIS

O recurso de Jackson Furlan contra uma testemunha de acusação fez com que seu julgamento, agendado para 27 de agosto, fosse adiado. Agora, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) diz que não há previsão para a nova data, uma vez que ainda há recursos pendentes protocolados pela defesa do produtor.

Jackson Furlan é acusado pela morte da engenheira agrônoma Júlia Barbosa de Souza e pela tentativa de homicídio contra o namorado dela, Vitor Giglio Brantis Fioravante, registrados em novembro de 2019.

Em julho deste ano, a juíza Emanuelle Chiaradia Navarro Mano, da 1ª Vara Criminal de Sorriso (420 km de Cuiabá), marcou o julgamento de Jackson, que deve ser submetido ao Tribunal do Júri. Inicialmente, a sessão seria realizada no dia 5 de agosto. Entretanto, o Ministério Público Estadual apresentou novas provas e uma nova testemunha, fazendo com que o júri fosse remarcado para 27 de agosto.

A defesa do produtor rural tentou, com a Justiça de Sorriso, barrar a nova testemunha do Ministério Público, arrolada no processo no dia 2 de agosto. No entanto, o pedido foi parcialmente rejeitado. A juíza acatou apenas o pedido para desentranhar do processo o depoimento da nova testemunha, mas decidiu colocá-la como testemunha do juízo na sessão de julgamento. 

Então, a defesa do produtor recorreu ao Tribunal de Justiça, onde também foi negado recurso. Conforme os advogados, o problema é que a testemunha já afirmou, durante o depoimento na Polícia Civil, que “não coaduna com a simples possibilidade de Jackson ser inocentado”. Por isso, a defesa do produtor recorreu, então, ao Superior Tribunal de Justiça.

Lá, alegou que a nova testemunha do MPE é “claramente parcial, indigno de fé, por ser sua versão unilateral já apresentada na Delegacia de Polícia Judiciária Civil local, totalmente dissociada de todo o conjunto probatório, com o fim único de tumultuar o processo e levar os jurados a decidirem em erro”.

A intenção, portanto, era que o STJ deferisse um pedido liminar para anular a decisão que manteve a testemunha no Júri. No entanto, o ministro Jesuíno Rissato, desembargador convocado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, apontou que os advogados ainda deveriam recorrer da decisão no Tribunal de Justiça, uma vez que houve apenas uma decisão monocrática.

Agora, para que seja remarcada a sessão do júri contra o empresário, deve-se aguardar a finalização dos recursos em relação à nova testemunha do Ministério Público.

O crime

Segundo o Ministério Público, o crime aconteceu na madrugada do dia 9 de novembro de 2019, quando Jackson Furlan, irritado no trânsito, sacou uma arma e atirou contra o carro do casal.

Naquela noite, conforme a denúncia, Vitor e Júlia estavam em uma caminhonete voltando para casa quando acabaram tendo que dirigir devagar em razão de um outro carro que estava à sua frente no trânsito. No entanto, Jackson estava no carro de trás e ficou irritado com a lentidão. Com isso, ele passou a perseguir o casal pelas ruas da cidade.

O namorado de Júlia relatou que, ao perceber a perseguição, tentou despistar o produtor rural. No entanto, em uma avenida da cidade, Jackson acabou reencontrando o casal e, bêbado, atirou contra a caminhonete. Júlia foi atingida na cabeça pelo tiro que entrou pelo vidro traseiro do veículo. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante a madrugada.

À época do crime, a mulher tinha 28 anos e estava em Mato Grosso para visitar o namorado. Ela morava no Paraná.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Sorriso - MT Atualizado às 09h44 - Fonte: ClimaTempo
28°
Pancada de chuva

Mín. 23° Máx. 35°

Seg 35°C 23°C
Ter 36°C 22°C
Qua 36°C 23°C
Qui 37°C 24°C
Sex 38°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias