Sábado, 04 de Dezembro de 2021
22°

Pancada de chuva

Sorriso - MT

Geral JUSTIÇA

Justiça de MT nega pedido de prisão contra pai que levou a filha para passar as férias e não devolveu à mãe

Isadora Praeiro Pedroso Ardevino viajou para Bauru (SP) no dia 14 de julho deste ano para passar as férias escolares com o pai, mas até o momento não retornou para Cuiabá.

31/10/2021 às 20h19 Atualizada em 31/10/2021 às 20h28
Por: Maikon dallaqua Fonte: g1
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Ministério Público de Mato Grosso pediu, na quarta-feira (27), a prisão preventiva de João Vitor Almeida Praeiro Alves, pai de Isadora Praeiro Pedroso Ardevino, de 8 anos, que está com ele há mais de 100 dias em Bauru (SP), quando foi passar as férias. No entanto, o pedido foi negado pela juíza Ana Graziela Vaz, da 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Cuiabá.

 

A promotora de Justiça Gilease Pereira Souza Maia cita que mesmo com as medidas protetivas que a mãe tem contra o pai, ele pratica violência psicológica usando a filha do casal com o objetivo de desestabilizar psicologicamente a mãe dela, a enfermeira Marina Pedroso Ardevino.

 

Em nota, a defesa do pai disse que não vai comentar o caso neste momento e que acredita "que a Justiça tem competência legal para decidir o que for de melhor interesse para a menor".

 

Essa é a segunda vez que o pai da menina nega devolvê-la à mãe no período de férias, além de não informar sobre o paradeiro de Isadora.

 

Isadora viajou para Bauru (SP) com o pai no dia 14 de julho deste ano para passar as férias escolares, mas, até agora, não retornou para Cuiabá, onde mora com a mãe Marina Pedroso.

 

De acordo com defesa da mãe, Isadora não está participando das aulas escolares desde o dia 30 de agosto, quando a escola notificou Marina sobre as aulas não frequentadas.

 

Além disso, Gilease também pediu extensão da medida protetiva para Isadora não ter contato com o pai.

 

Após análise, a juíza negou a extensão da medida protetiva para Isadora e o pedido de prisão do pai. A magistrada citou que não há justificativa de que José Vitor descumpriu a medida protetiva contra a mãe.

A juíza afirma ainda que há o descumprimento da entrega da criança para a mãe no período de férias.

"O que há, de fato, é descumprimento de ordem judicial, exarada pelo Juízo da 5ª Vara de Família e Sucessões desta Comarca, quanto à entrega da criança, e a impossibilidade de cumprir os mandados de busca e apreensão da infante, o que levou a vítima, a tentar, por meio de decisão deste Juízo, a efetividade da decisão".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Sorriso - MT Atualizado às 05h14 - Fonte: ClimaTempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 22° Máx. 32°

Dom 30°C 23°C
Seg 29°C 22°C
Ter 30°C 23°C
Qua 31°C 24°C
Qui 31°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias