Domingo, 22 de Maio de 2022
12°

Tempo aberto

Sorriso - MT

Polícia INVESTIGAÇÃO

Polícia investiga cantora gospel suspeita de pirâmide; golpe teria lesado mais de 300 pessoas na Grande BH

Ela e o marido, que também se apresentam como traders, são donos da plataforma de investimentos. Há pessoas que perderam mais de R$ 150 mil.

07/04/2022 às 19h11
Por: Redação MT Urgente Fonte: G1
Compartilhe:
FOTO: REPRODUÇÃO
FOTO: REPRODUÇÃO

A polícia investiga uma mulher suspeita de aplicar golpes na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo as vítimas, Isabela Cristi Gomes Barros, de 28 anos, e o marido David Robson de Barros, de 33 anos, são donos de uma plataforma de investimentos no estilo pirâmide. Quem aplicava o dinheiro tinha a promessa de receber muito mais em pouco meses, mas não foi isso que aconteceu.

“Infelizmente hoje caí em um arrependimento e estou sem o dinheiro”, disse um homem que não quis se identificar. Ele investiu cerca de R$ 150 mil no esquema.

Uma outra vítima guardou todos os comprovantes e depósitos que fez pra participar do negócio. No caso dela, a aplicação foi de R$ 23 mil.

“Eu fui recebendo R$ 1 mil, R$ 1,8 mil, R$ 2,5 mil, então eu fui tendo credibilidade na I&D Investimentos. Aí fui chamando mais pessoas, muitos, eu passei ‘carão’ porque muitos falaram, ‘isso é pirâmide’”, disse ela que convenceu cerca de 80 pessoas a entrarem no negócio.

O cliente que entra investe um valor com a promessa de receber um "bônus" sobre os recursos aplicados por pessoas que ele indicar. No Brasil, esta prática é proibida.

Nas redes sociais, o casal tem junto mais de 120 mil seguidores e ostenta uma vida luxuosa. Os dois falam que são cantores gospel, mas também se apresentam como traders. No mercado financeiro, são os profissionais que realizam transações diárias de compra e venda, especialmente na bolsa de valores.

A proposta do casal parecia interessante. Investir o dinheiro na empresa e 40 dias depois ter 100% de lucro. Para algumas pessoas, uma promessa ainda maior: 200%, 300% e até 400% de retorno.

Segundo os investidores, até maio do ano passado o pagamento era feito em dia. Depois disso, quem tinha alguma quantia a receber ficou no prejuízo.

Em grupos de redes sociais são pelos menos 300 vítimas que reclamam que não receberam o dinheiro prometido pelo casal. Algumas pessoas já procuraram a polícia. Em um boletim de ocorrência, um homem disse que investiu R$ 12 mil e que não recebeu nada de juros.

Em nota, a Polícia Civil informou que há um inquérito aberto na delegacia de Lagoa Santa contra Isabela Cristi pela prática de estelionato. Ela não informou porque David ainda não está sendo investigado. Todas as pessoas que se sentiram lesadas devem registrar ocorrência e fazer uma representação.

O MG2 procurou Isabela Cristi e David Barros, mas eles não quiseram gravar entrevistas. Por mensagem, ela respondeu que a empresa está passando por uma auditoria interna para verificar os pagamentos que foram feitos. Em uma das mensagens, Isabela disse que foi roubada por ex-funcionários. Ela também falou que está sofrendo ameaças, chantagens e que o casal é vítima de uma campanha de difamação.

Segundo as vítimas, Izabela Cristy Gomes Barros é dona de uma plataforma de investimentos baseada em pirâmide, chamada ID Investimentos. Quem aplica o dinheiro recebe a promessa de obter muito mais em pouco meses, mas não é o que acontece.Em uma rede social com mais de 84 mil seguidores, Izabela se apresenta como cantora gospel e trader que, no mercado financeiro, significa o profissional que realiza transações de compra e venda, especialmente na bolsa de valores.

A atendente Nicoly Costa se sentiu atraída pela proposta: investir R$ 250 e receber R$ 7 mil, 40 dias depois. Mas o dinheiro dela nunca rendeu.

Outras pessoas também denunciaram a mesma situação e procuraram a polícia. Em uma das ocorrências, um dos relatos feitos era de que Izabela Cristy prometia um pagamento de 100% dos juros, ou seja, o dobro do investimento inicial.

Em um grupo de uma rede social, são pelo menos 200 pessoas reclamando que não receberam retorno do dinheiro investido. A maioria é de Pedro Leopoldo. Segundo a Polícia Civil, também há vítimas em Lagoa Santa, onde o marido da suspeita, David Barros, mantinha uma oficina de carros.

A mulher também tinha outras empresas, incluindo uma linha de cosméticos, em que a vendedora Larissa Dias Ribeiro chegou a ser funcionária. Ela trabalhava como secretária quando começaram a surgir vários problemas.

"Chegaram R$ 3 mil na minha conta, R$ 5 mil, R$ 10 mil, R$ 15 mil, R$ 30 mil na minha conta em uma semana. Então, a minha advogada aconselhou a encaminhar todos os extratos bancários para ela, porque poderia estar usando a minha conta para movimentar, para gastar, transferir o dinheiro para comprar os móveis da empresa que ela nunca abriu".

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Sorriso - MT Atualizado às 04h24 - Fonte: ClimaTempo
12°
Tempo aberto

Mín. 10° Máx. 29°

Seg 30°C 12°C
Ter 31°C 15°C
Qua 31°C 16°C
Qui 31°C 16°C
Sex 32°C 16°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias